Promoção!

Roubando a História, matando a Tradição: Carta da Câmara de Tamanduá à Rainha – 1793

R$120,00 R$90,00

REF: 005 Categoria

Descrição

Livro de 430 páginas, 52 ilustrações coloridas, 930 notas de rodapé com indicações de fontes primárias e bibliográficas. Trata-se de uma auditoria técnico-jurídica ao texto manuscrito da Carta que a Câmara de Tamanduá (atual Itapecerica-MG) escreveu à Rainha Maria Primeira em 1793, publicado pela Revista do Arquivo Público Mineiro – APM em 1897. Comprova-se ser um documento 100% ideologicamente falso que levou a erro gerações de historiadores que escreveram sobre o Triângulo Mineiro e sobre os Quilombos do Campo Grande, incluindo o Quilombo do Ambrósio, nos últimos duzentos anos. Por isso, recebeu o Selo Luís Gama de publicações da Comissão Estadual da Verdade da Escravidão Negra da OAB/MG. ISBN 978-85-920654-1-6, CDU 981.034(351/853)”18″

Informação adicional

Peso 0.52 kg
Dimensões 25 x 15 x 05 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Roubando a História, matando a Tradição: Carta da Câmara de Tamanduá à Rainha – 1793”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *